Blog de
Marketing Digital

Criar Personas Ajuda Empresas a se Comunicarem melhor com seus Futuros Clientes

Quando você decide trabalhar com a estratégia de personas, expande os horizontes para sua comunicação com o cliente

A persona é um elemento presente em discussões de marketing empresarial e digital. Ela é bem importante para ajudar a ter estratégias mais eficazes e certeiras, ou seja, que atinjam o público-alvo. 

Veja neste artigo tudo sobre esse conceito muito usado na área do marketing. Entenda como criar personas, como o arquétipo da marca te ajuda nisso e como isso vai te beneficiar.

O que é a persona

É uma representação fictícia do seu cliente ideal. Uma explicação mais direta: a persona é a personificação do público-alvo da sua empresa.

Criar personas envolve pesquisa, já que o cliente ideal será baseado em dados reais. Histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações também estão dentro desse estudo.

Uma boa definição de persona precisa de análises relevantes do público-alvo. Em uma rápida pesquisa, já será possível identificar aspectos comuns entre os prospects.

A sua persona não é, necessariamente, categorizado por sexo, idade ou região, mas sim por hábitos de consumo e preferências pessoais. Esses dados são importantes para a criação, por isso é comum aprofundar a pesquisa nesses pontos.

Arquétipos de marca

Os arquétipos representam as principais motivações básicas do ser humano. Eles são fundamentais para a experiência e a evolução do ser humano, porque provocam emoções e geram conexões entre um indivíduo e outro.

Aquelas empresas que não se posicionam ou tentam abraçar muitas causas ao mesmo tempo, só que superficialmente, dificilmente serão lembradas. Por isso é preciso investir em visão, valores e no arquétipo.

Os arquétipos existem para fortalecer a essência da empresa e criar ofertas que vão além da necessidade de ter algo. O público deve se identificar, já que ele busca marcas com propósitos, sem discursos rasos.

Veja a seguir os tipos de arquétipos de marca e uma sucinta descrição, no total são 12:

O Inocente: Ele inspira pureza, simplicidade e positividade em relação a si mesmo e ao mundo. Ele vê as coisas de forma simples e acredita que podemos achar grandes soluções quando descomplicamos questões.

O Sábio: Ele é responsável por estimular o aprendizado e valorizar o pensamento. Ele acredita que compartilhar conhecimento é uma das melhores formas de entender o mundo e chegar a grandes lugares.

O Herói: Destinado a mudar o mundo, corajoso e bem esforçado. Ele é muito produtivo e está pronto para qualquer desafio. Uma frase que combina muito com esse arquétipo é “com a devida dedicação, tudo é possível”. 

O rebelde: Inquieto em relação à sociedade, ele é capaz de revolucionar burocracias e tudo ao seu alcance. Marcas com esse arquétipo são vistas como inovadoras e à frente de seu tempo.

O Explorador: Ele quer descobrir o mundo e não se prender ao tédio. A ambição e a liberdade são fortes características. Ele acredita que sensações como a felicidade e plenitude podem ser conquistadas a partir de pequenas quebras na rotina. 

O Mago: Ele quer transformar a realidade e o senso comum. Tem um ar de mistério, improvisação, ironia, ilusão e magia. Outras características são a coragem, liberdade, inovação e criação de ideias vistas como malucas. 

A Pessoa Comum: Seu principal objetivo é se inserir efetivamente na sociedade. Ele tem afinidade com a rotina e não se importa em ser mais um dentre vários. A eficiência é alcançada de forma prática e acessível.

O Amante: A marca se entrega tanto ao cliente ao ponto de despertar prazer. O limite de produção traz o sentimento de exclusividade daquele produto ou serviço, sempre com um toque de sensualidade, ousadia e intimidade.

O Bobo da corte: Despreocupados, engraçados e acessíveis, esse perfil é conhecido por fazer graça e ver a vida com tranquilidade. Para ele, viver é simples, basta colocar um sorriso no rosto e não se estressar.

O Cuidador: Carinhoso e afetivo no posicionamento. Quer promover uma vida melhor para os seus clientes, por isso, é comum se posicionar frente a assuntos pertinentes no mundo, guerras, doenças e questões ambientais são exemplos.

O Criador: Engenhoso, cheio de criatividade e sempre busca novos projetos. Tem traços artísticos, gosta de compartilhar conhecimento e valoriza qualquer ideia, mesmo que pareça bobeira ela pode se tornar especial. 

O Governante: Líder nato, fica confortável em grandes multidões, se expressa facilmente e tem grande poder persuasivo. O carisma sempre está presente, mas ele não deixa de investir autoridade e força no discurso, quando necessário.

Por que criar uma persona?

A criação de personas é um passo importante dentro de uma estratégia de Marketing. Enviando as mensagens certas para as pessoas que realmente precisam ouvi-la, teremos maiores chances de sucesso.

Veja a seguir alguns motivos para investir na criação da persona da sua empresa:

– Ajuda a determinar o tipo de conteúdo necessário para atingir seus objetivos;

– Ajudar a estabelecer estratégias de marketing mais eficazes;

– Define os tópicos que você deve escrever;

– Entende os prospects e onde eles buscam informações relevantes (concorrentes); 

– Ajuda a definir o tom de voz, ou seja, o modo como o seu público quer consumir informação.

Como criar uma persona

A criação da persona envolve algumas etapas importantes que vamos explicar abaixo uma por uma. É importante não pular nenhuma fase, já que o conjunto ajuda a criar com mais facilidade. 

Responder perguntas essenciais

Você precisa ter em mente algumas perguntas básicas antes de começar a criar a sua persona, elas vão te ajudar a definir o perfil do seu público. Veja a seguir quais são as principais: 

– Quem é o seu cliente? (características físicas e psicológicas)

– No que ele se interessa no seu setor?

– Quais são as atividades que ele faz? (pessoalmente e profissionalmente)

– Quais são os seus desafios e obstáculos?

– Que tipo de informações ele consome e em quais canais?

– Quem influencia as decisões que ele toma?

Entrevistar pessoas

Depois de responder às perguntas do tópico anterior, chegou a hora da pesquisa se aprofundar um pouco mais. Escolha pessoas, monte um roteiro para a entrevista e pense na abordagem ideal.

Veja em seu banco de dados de clientes quem são os mais frequentes e veja a disponibilidade deles para a entrevista. Se o seu produto é novo, peça indicações de contatos de pessoas que podem se encaixar no perfil de futuro cliente. 

Pense em um formato de conversa fluida, sem se ater apenas a perguntas. Deixe espaço para o entrevistado falar sobre outros assuntos, eles podem trazer informações interessantes.

Criando a persona

Agora é só detalhar o perfil do cliente a partir das respostas. Reúna as informações e elabore a persona em um documento para que todos na empresa possam se beneficiar do estudo feito.

Algumas características são bem usadas para definir personas. Veja abaixo quais são elas e quais as mais necessárias para concluir a sua pesquisa:

– Idade;

– Cargo;

-Hábitos;

– Frustrações;

– Desafios;

– Crenças;

– Hobbies;

– Estilo de vida;

– Hábitos de compra;

– Quais mídias preferem;

– Quem os influencia;

– Quais tecnologias usa;

– Onde busca informação;

– Critérios de decisão na hora da compra;

– Momento da jornada de compra em que se encontra.

O nome dado às personas facilita os debates internos, por exemplo: “O Matheus gostaria disso?”. Lembre-se que o seu personagem pode ser alguém que não conhece a sua empresa, mas está procurando a solução para um problema.

Algumas ferramentas te ajudam a criar a sua persona com mais facilidade como o Make my Persona, da Hubspot. O Gerador de Persona da Rock Content e da Resultados Digitais também é muito útil. 

Tom de voz da empresa

Com a sua persona definida, fica bem mais fácil se comunicar efetivamente com o seu público. A sua empresa deve saber o que o seu cliente quer entender e buscar aplicar isso nas estratégias de SEO e marketing de conteúdo.

A voz é a personalidade da sua marca e isso deve estar presente em todas as propagandas, artigos e posts, no Intagram por exemplo. Ela pode ser descrita através de um adjetivo, como voz positiva, sincera, engraçada ou animada.

Encontre os adjetivos que descrevem melhor a sua marca e transfira isso para o tom de voz que será aplicado nas suas estratégias. 

Como você viu neste artigo, criar personas vai te ajudar a seguir em frente e a usar melhores estratégias para atingir o seu público-alvo. Alie tudo o que você aprendeu neste artigo e eleve a sua empresa!

Latest Posts
22 de maio de 2021

A automação é muito interessante para otimizar o tempo da sua empresa e nutrir os seus leads de forma adequada.  […]

5 de maio de 2021

As métricas têm o papel de dar um direcionamento para as próximas ações da sua empresa No mundo do marketing […]

Fique por dentro de
todas as novidades!



    [recaptcha]